From 1 - 10 / 15
  • Polígonos que delimitam a área abrangente da planta do processo de diretrizes urbanísticas básicas para a implantação do projeto de parcelamento do solo futuro, que contém destinação de área pública. São perímetros cadastrados e disponibilizados após a expedição da Certidão de Diretrizes, elaborada por PARHIS/DPS, conforme Ordem Interna nº1 - SMUL.G/2022 e tem validade de 360 dias a contar da data de publicação da certidão, observando-se as ressalvas. Polígonos vetoriais gerados com base no georreferenciamento das plantas digitalizadas do acervo de CASE. Distorções de posicionamento podem existir devido a diferentes referências geográficas inicialmente utilizadas. Para uma consulta mais precisa, devem ser analisadas as plantas dos loteamentos limítrofes aos locais de consulta, até uma distância aproximada de 20 metros destas divisas. As informações disponibilizadas nesta camada são meramente indicativas, sujeitas a alteração conforme análise da documentação, como previsto no Art. 14 do Dec. 57.770/2017.

  • Polígonos que delimitam a área abrangente do processo de parcelamento do solo referente a conjuntos habitacionais cadastrados em acervo, conforme legislação vigente à época. São perímetros cadastrados e disponibilizados após a expedição da Certidão de Diretrizes para Conjunto, por PARHIS/DPS, conforme Ordem Interna nº1 - SMUL.G/2022. Polígonos vetoriais gerados com base no georreferenciamento das plantas digitalizadas do acervo de CASE. Distorções de posicionamento podem existir devido a diferentes referências geográficas inicialmente utilizadas. Para uma consulta mais precisa, devem ser analisadas as plantas dos loteamentos limítrofes aos locais de consulta, até uma distância aproximada de 20 metros destas divisas. As informações disponibilizadas nesta camada são meramente indicativas, sujeitas a alteração conforme análise da documentação, como previsto no Art. 14 do Dec. 57.770/2017.

  • Categories    

    Polígonos que delimitam a área abrangente da planta do processo de parcelamento do solo referente aos desmembramentos de Gleba (DG), que contêm destinação de áreas públicas. São cadastrados e disponibilizados após a expedição do Alvará de desmembramento, atualmente elaborado por PARHIS/DPS, conforme Ordem Interna nº1 - SMUL.G/2022. Polígonos vetoriais gerados com base no georreferenciamento das plantas digitalizadas do acervo de CASE. Distorções de posicionamento podem existir devido a diferentes referências geográficas inicialmente utilizadas. Para uma consulta mais precisa, devem ser analisadas as plantas dos loteamentos limítrofes aos locais de consulta, até uma distância aproximada de 20 metros destas divisas. As informações disponibilizadas nesta camada são meramente indicativas, sujeitas a alteração conforme análise da documentação, como previsto no Art. 14 do Dec. 57.770/2017.

  • Segmentos de Logradouro editados pela Secretaria da Fazenda - SF, com origem na execução do mapeamento digital da cidade.

  • Categories    

    Polígonos que delimitam a área abrangente do processo de parcelamento do solo referente à Passagem (PS). “Denomina-se passagem a via pública de largura mínima de quatro metros, subdividindo quadras, ou porções de terrenos, encravados ou não, para construção de ‘casas populares’”, nos termos definidos no Art. 2, item 14 do Ato 663 de 10 de agosto de 1934. Polígonos vetoriais gerados com base no georreferenciamento das plantas digitalizadas do acervo de CASE. Distorções de posicionamento podem existir devido a diferentes referências geográficas inicialmente utilizadas. Para uma consulta mais precisa, devem ser analisadas as plantas dos loteamentos limítrofes aos locais de consulta, até uma distância aproximada de 20 metros destas divisas. As informações disponibilizadas nesta camada são meramente indicativas, sujeitas a alteração conforme análise da documentação, como previsto no Art. 14 do Dec. 57.770/2017. OBSERVAÇÃO: Para identificação de vilas, consultar SMUL/DEUSO.

  • Categories  

    As quadras do Mapa Digital da Secretaria da Fazenda (MDSF), codificadas com finalidade cadastral fiscal, compreendem quadras fiscais, municipais, rurais e divergentes.

  • Categories  

    Lotes do Mapa Digital da Secretaria da Fazenda (MDSF), codificadas com finalidade cadastral fiscal. Elaborado a partir do Mapeamento Digital da Cidade de São Paulo (MDC) nas escalas 1:1.000 para área urbanizada e 1:5.000 nas áreas com baixa ou nenhuma ocupação. Croquis de lotes da Secretaria de Finanças foram utilizados para geocodificação do lotes, quadras e setores fiscais.

  • Rede cicloviária municipal constituída pelas intervenções viárias dedicadas à circulação exclusiva ou não de bicicletas. São compostas por ciclovias, ciclofaixas, calçadas partilhadas, calçadas compartilhadas e ciclorrotas. Os dados são atualizados semestralmente.

  • Categories  

    Os imóveis, no Município de São Paulo, podem estar sujeitos à legislação de preservação (tombamento, em processo de tombamento ou área envoltória) nas três instâncias de governo: Municipal, Estadual e Federal. Em decorrência desta incidência preservacionista num mesmo imóvel, pensou-se num cadastro que fizesse a integração da legislação municipal, estadual e federal num único suporte. Esse banco de dados corresponde ao Cadastro de Imóveis Tombados ou protegidos por legislação municipal de tombamento, por meio do Conselho Municipal de Preservação do Patrimônio Histórico, Cultural e Ambiental da Cidade de São Paulo - Conpresp, no uso de suas atribuições legais e nos termos das Leis nos 10.032/85 e 10.236/86. Assim, a informação básica (e prioritária) deste cadastro é a relativa à instância municipal abrangendo as Resoluções emitidas desde 1988, trazendo informações sobre bens imóveis (tombados, em processo de tombamento áreas envoltórias) inseridos no Cadastro Fiscal do Município de São Paulo. Quanto às informações relativas à legislação estadual e/ou federal, poderão ser encontradas parcialmente, porque o Cadastro ainda não está completo. Assim, se o imóvel não for localizado (e não fizer parte das exceções), o interessado deverá consultar o Condephaat e/ou IPHAN para complementação das informações. Nome fantasia, nível de preservação (T: tombado, E: envoltória de área tombada, A: tombamento ambiental); observação, endereço, datas de cadastro e atualização e indicativo de cancelamento.

  • Pontos de ocorrência de acidentes no município, registrados no INFOCRIM (Sistema de Informação Criminal), uma ferramenta de acesso ao Registro Digital de Ocorrências (RDO) da Polícia Civil, cujas consultas foram disponibilizadas à CET pela Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo.