Creation year

2021

37 record(s)
 
Type of resources
Available actions
Topics
Keywords
Contact for the resource
Provided by
Years
Formats
Representation types
Update frequencies
status
Scale
From 1 - 10 / 37
  • Categories  

    As subprefeituras foram criadas mediante a Lei nº 13.399/2002. Seus limites foram estabelecidos de forma a não comprometer a divisão distrital do município. A partir do Decreto nº 57.576, de 1º de janeiro de 2017, tiveram sua denominação alterada para Prefeituras Regionais. Em 2018, com a lei nº 16.974/2018, elas voltaram a ser denominadas Subprefeituras.

  • As Quadras viárias são polígonos fechados , normalmente gerados a partir da restituição dos meios-fios e das linhas de delimitação do leito carroçável. Nas escalas 1:1.000 para área urbanizada e 1:5.000 nas áreas com baixa ou nenhuma ocupação. Processo feito por restituição fotogramétrica por recobrimentos aéreo nas escalas 1:5.000 e 1:20.000.

  • Categories  

    Mapa base da divisão político-administrativa do Município de São Paulo, contendo subprefeituras, distritos, eixos de logradouros, quadras viárias e hidrografia do Mapeamento Digital da Cidade de São Paulo - MDC.

  • Categories  

    Os limites das represas Billings e Guarapiranga foram traçados a partir da cota correspondente ao nível máximo dessas represas (“máximo maximorum”), respectivamente 747,00 m e 736,62 m (Fonte: EMAE - cota I.G.G.), que convertidos para o Datum Vertical Marégrafo de Imbituba resultam em 748,15 m e 737,77 m.

  • Categories    

    Polígonos que representam feições de Rios, córregos e lagos do Município de São Paulo. As massas d’água foram integralmente geradas a partir dos traçados do Mapa Digital da Cidade (MDC). Em seguida os polígonos foram comparados com arquivo vetorial proveniente da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano (SMDU, hoje Secretaria Municipal de Urbanismo e Licenciamento, SMUL), disponibilizados para a elaboração do Plano Municipal de Gestão do Sistema de Águas Pluviais de São Paulo (PMAPSP), de modo a identificar eventuais omissões.

  • Parte significativa dos vetores de drenagem é resultado da restituição do Modelo Digital da Cidade (MDC) de 2004, utilizando curvas de nível. Este trabalho de identificação da linha de drenagem no terreno contribuiu para a formação da base cartográfica do sistema de drenagem urbana no Município de São Paulo. Outra parte dos traçados da rede de drenagem foi vetorizada a partir dos dados dos estudos realizados pela Fundação Centro Tecnológico de Hidráulica – FCTH para o Plano Diretor de Drenagem, previstos em contrato da FCTH pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano (atual SMUL) em 2012. Este plano conduziu à vetorização da drenagem em áreas críticas com escopo de melhorias da eficiência do sistema de drenagem no município. Com foco no planejamento da drenagem urbana em bacias hidrográficas, a Secretaria Municipal de Infraestrutura Urbana e a FCTH desenvolvem os Cadernos de Bacias Hidrográficas, desde 2016. Os Cadernos fornecem informações atualizadas a respeito da rede hídrica, que são essenciais para a gestão eficaz das águas pluviais em áreas urbanas. Estes estudos têm como base a caracterização da situação atual da rede de drenagem, complementada e/ou verificada em campo por meio de levantamento topográfico. Além do mapeamento da rede hídrica, há a descrição detalhada do sistema de drenagem principal. Estas informações são incorporadas na atualização do traçado da rede de drenagem, aprimorando a precisão e a qualidade dos dados.

  • Pontos georreferenciados dos locais que oferecem serviços funerários.

  • Os Centros de Referência em Segurança Alimentar e Nutricional (Cresans) constituem-se em equipamentos públicos, de caráter comunitário, voltados à implementação da Política Municipal de Segurança Alimentar e Nutricional - PMSAN, consubstanciando-se em espaço de vivência da cidadania, bem como de convivência e participação social.

  • Os dados disponibilizados no GeoSampa referem-se às solicitações realizadas pelos canais SP156, que possuem dados de georrefenciamento e que foram realizadas nos últimos 6 meses disponíveis no Portal de Dados Abertos. Os dados indicam o retrato das solicitações na data da última atualização dos dados do Portal de Dados Abertos. Para mais informações sobre os dados, consulte a nota introdutória e o arquivo "Glossário Dados SP156 - 2015 em diante".

  • Os dados disponibilizados no GeoSampa referem-se às solicitações realizadas pelos canais SP156, que possuem dados de georrefenciamento e que foram realizadas nos últimos 6 meses disponíveis no Portal de Dados Abertos. Os dados indicam o retrato das solicitações na data da última atualização dos dados do Portal de Dados Abertos. Para mais informações sobre os dados, consulte a nota introdutória e o arquivo "Glossário Dados SP156 - 2015 em diante"